Reze
Conosco

Acompanhe a Liturgia Diária e faça seu Pedido de Oração.

Novembro, 2020

Liturgia
Diária

23 – SEGUNDA-FEIRA
34ª SEMANA COMUM*

(verde – ofício do dia da 2ª semana do saltério)

O Senhor fala de paz a seu povo e a seus amigos e a todos os que se voltam para ele (Sl 84,9).

Em sua santa habitação, Deus acolhe os que foram redimidos pelo sangue do Cordeiro; os que têm mãos inocentes e generosas e coração puro. Busquemos a face do Senhor nesta liturgia.

Primeira Leitura: Apocalipse 14,1-5

Leitura do livro do Apocalipse de São João – Eu, João, 1tive esta visão: o Cordeiro estava de pé sobre o monte Sião. Com ele, os cento e quarenta e quatro mil que tinham a fronte marcada com o nome dele e o nome do seu Pai. 2Ouvi uma voz que vinha do céu; parecia o barulho de águas torrenciais e o estrondo de um forte trovão. O ruído que ouvi era como o som de músicos tocando harpa. 3Estavam diante do trono, diante dos quatro seres vivos e dos anciãos, e cantavam um cântico novo. Era um cântico que ninguém podia aprender; só os cento e quarenta e quatro mil marcados, que foram resgatados da terra. 4Eles seguem o Cordeiro aonde quer que vá. Foram resgatados do meio dos homens, como primeira oferta a Deus e ao Cordeiro. 5Na sua boca nunca foi encontrada mentira. São íntegros! – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 23(24)

É assim a geração dos que buscam vossa face, / ó Senhor, Deus de Israel.

1. Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, / o mundo inteiro com os seres que o povoam; / porque ele a tornou firme sobre os mares / e, sobre as águas, a mantém inabalável. – R.

2. “Quem subirá até o monte do Senhor, / quem ficará em sua santa habitação?” / “Quem tem mãos puras e inocente coração, / quem não dirige sua mente para o crime. – R.

3. Sobre este desce a bênção do Senhor / e a recompensa de seu Deus e salvador.” / “É assim a geração dos que o procuram / e do Deus de Israel buscam a face.” – R.

Evangelho: Lucas 21,1-4

Aleluia, aleluia, aleluia.

Vigiai, diz Jesus, vigiai, / pois, no dia em que não esperais, / o vosso Senhor há de vir (Mt 24,42.44). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 1Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do templo. 2Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. 3Diante disso, ele disse: “Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. 4Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Jesus havia criticado fortemente o comércio no Templo, transformado em “abrigo de ladrões” (cf. Lc 19,46). Na sequência, ele anuncia que esse Templo, luxuosamente construído graças às ofertas dos fiéis, seria destruído. Agora, seu olhar recai sobre uma viúva pobre que deposita no tesouro do Templo “tudo o que tinha para viver”. Fico imaginando que Jesus, diante de cena tão nobre e comovente, teve ímpeto de correr até a pobrezinha, e dizer-lhe: “Senhora, guarde o seu dinheirinho, ele é indispensável para sua sobrevivência”. Tal atitude estaria em total sintonia com as advertências de Jesus contra a sociedade que explora e castiga os pobres e marginalizados. Aos ricos, Jesus recomendaria que fossem menos vaidosos e menos apegados ao dinheiro.

Oração
Senhor Jesus Cristo, dentre os ricos que depositavam, no tesouro do Templo, “parte do que tinham de sobra”, observaste uma viúva que ofertou “tudo o que tinha para viver”. Concede-nos, Senhor, desapego dos bens terrenos e generosidade para partilhá-los com os necessitados. Amém.

(Dia a dia com o Evangelho 2020 - Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp (dias de semana) Pe. Nilo Luza, ssp (domingos e solenidades)

 

Fonte: Paulus